Author Archive

O cinema brasileiro : A reação de “Corpo”

Posted in Cinema Alternativo, Drama on November 10, 2009 by capimenta

O cinema brasileiro : A reação de “Corpo”

Camila Pimenta

Para quem acha que esse é mais um filme cheio de erotismo clichê enganou-se .O filme  brasileiro “Corpo”(2005) de Rossana Foglia e Rubens Rewald ,possui uma temática interessante e nada convencional, classificado como suspense  a projeção  foi premiada como melhor filme estrangeiro The Method Independent Film Festival em Los Angeles .

O filme trata da história de Arthur (Leonardo Medeiros) , depressivo e médico legista que tenta desvendar o mistério que ronda um corpo que chega junto com  ossadas encontradas em uma vala que podem ser de desaparecidos políticos da ditadura .Após a autópsia , Arthur conclui que a morte pode ter ocorrido entre 1963 e 1964 ,entretanto o corpo manteve-se estranhamente conservado .

Dessa forma, o protagonista passa a  investigar a identidade do cadáver por conta própria ,assim encontra Fernanda (Rejane Arruda)e percebe as semelhanças da mulher  com o corpo ,com isso a vida de Arthur  dá uma reviravolta a procura das respostas sobre o  cadáver.

O filme já na primeira impressão choca ,pois possui um erotismo nada convencional associada a necrofilia ,todavia quando tal erotismo se associa ao conteúdo histórico da ditadura militar a  projeção resgata o passado e o traz ao presente para falar sobre problemas que ainda cercam a sociedade como a censura e o autoritarismo.

Achei o filme excelente, pois  a forma como os temas são abordados  e os questionamentos psicológicos do obcecado Arthur  fazem com que  qualquer pessoa fique intrigada ,perturbada e reflita a respeito .

Clube Lumiére recomenda!

Trailer:

33 ª mostra Internacional de Cinema : O amor ao cinema de Abraços Partidos

Posted in Cinema Alternativo, Drama on November 10, 2009 by capimenta

33 ª mostra Internacional de Cinema : O amor ao cinema de Abraços Partidos

Camila Pimenta

Considerada um dos maiores eventos de cinema do Brasil , a Mostra Internacional de Cinema não teve tanto prestígio em seu início .Em 1977 , o Masp completava 30 anos e assim para comemorar o aniversário o diretor Leon Cakoff organizou A Mostra Internacional de Cinema. A estréia foi no auditório do Masp e  contou com a exibição de 16 longas metragens e 7 curtas de 17 países , já nesta época havia a escolha do melhor filme pelo voto público ,  tradição que se consolidou até hoje  .

Hoje , em sua 33ª edição que acontece entre os dias  23 de outubro e 5 de novembro serão exibidas mais de 700 projeções espalhadas por 16 cinemas da cidade de São Paulo .

Para falar mais sobre a mostra nada melhor como falar sobre um dos filmes que assisti : “Abraços Partidos” de Pedro Almodóvar, o filme  diferencia-se   pela beleza como trata o amor ao cinema e conta mais uma vez com a atuação impecável da  bela Penélope Cruz  .

O drama começa com a narração de Mateo Blanco (Lluís Homar), diretor de cinema que agora é Harri Caine  ,roteirista e cego que fica aos cuidados de sua agente Judit (Blanca Portillo) e seu filho Diego (Tamar Novas) .

Após a visita de um rapaz interessado na ajuda da produção de um filme ,o passado de Mateo vem a tona  e ele volta 14 anos no passado e com isso  o diretor começa a contar  a trágica história de  Lena(Penélope Cruz)  , aspirante a atriz e amante do poderoso Ernesto Martel (José Goméz).

A produção cinematográfica de Mateo “Chicas y Maletas” faz com que Lena  seja a protagonista e ambos se apaixonem   com isso vemos  a essência do filme que consiste na bela forma  como Almodóvar tenta  mostrar os bastidores do cinema , a fotografia ,  as cenas e ensaios.

O filme de Almodóvar  é cheio de intrigas , paixão , obsessão e algumas referências a filmes anteriores de Almodóvar , porém “Abraços Partidos” ii  envolve situações tão exageradas  como em seus outros filmes e  com certeza esta projeção é um  trabalho mais maduro e complexo  do diretor que vale a pena conferir.

Trailer: